PORTES GRATUITOS EM CORREIO REGISTADO PARA PORTUGAL & ILHAS COM ENCOMENDAS SUPERIORES A 50€
  • ESTELAS • JOÃO MIGUEL FERNANDES JORGE

ESTELAS • JOÃO MIGUEL FERNANDES JORGE

20,00 €  
IVA incluído
O produto encontra-se sem stock.

ESTELAS • João Miguel Fernandes Jorge • 2021 Bestiário 334 pgs • PVP 20€ • Linha de Sombra • Cinemateca ■

Os rostos das imagens fílmicas de Pedro Costa, como o daquela mulher que surge no início de JUVENTUDE EM MARCHA, que emerge de uma espécie de janela, um buraco semelhante a uma caverna vulcânica, assim como a sua voz, capaz de expressar o mito e o logos, saída da negritude do seu marcado rosto, se parece com pedras e lavas incandescente. Esse rosto, tão próximo daquele que nos é mostrado num dos alvéolos, vem até nós como se conduzisse o coro de uma tragédia, para nos dizer das alegrias e das tristezas do passado e falar-nos do presente e também de um insondável, mas muito provável futuro. É, agora, no Criptopórtico, o rosto de um homem negro aquele que se aproxima de nós, pela câmara de Pedro Costa, para nos ocultar e desocultar, como convém a todo o objecto de arte, o registo de uma sociedade, ainda, primitiva - da qual ele traz no seu corpo e no seu espírito, gravados, os sinais - como de regras comunitárias e de ordem social de um muito vivido contemporâneo. Esse homem vem, através dos duros traços do seu rosto, enumerar à civilizada Roma a criação do mundo e os sentidos fenómenos naturais e aqueles que na ordem da história continuam quotidianamente irracionais, violentos. Nos longos corredores do Criptopórtico e nos do livro [FAMILIA AEMINIUM, Pedro Costa & Rui Chafes, 2016] que fechou página a página, imagem a imagem, as esculturas e o rosto, guardam-se histórias de deuses, de animais quiméricos, de heróis, de demónios, de gente que foi virtuosa, de gente que foi vil e de uma infinda maioria que somente foi como qualquer comum mortal. Da exposição ficou o livro, como a frouxa luz de azeite de uma lucerna - mas uma luz - que página a página, imagem a imagem nos traz a existência de um outro mundo, sagrado, por oposição ao mundo profano, que é o dos dias e das noites, do trabalho e das relações sociais.”

FAMÍLIA RUI CHAFES & PEDRO COSTA, JMFJ

×