PORTES GRÁTIS PARA ENCOMENDAS ENVIADAS POR CORREIO EDITORIAL NACIONAL
  • MORTE AOS CHUIS E AO CAMPO DE HONRA • BENJAMIN PÉRET

MORTE AOS CHUIS E AO CAMPO DE HONRA • BENJAMIN PÉRET

40,00 €  
IVA incluído

MORTE AOS CHUIS E AO CAMPO DE HONRA • Benjamin Péret • 1977 & etc 140 pgs • Tradução de Vitor Silva Tavares • Capa & hors-texte de Carlos Ferreiro • Este livro, com textos introdutórios de André Breton & Jean-Louis Bédouin, é uma edição & etc produzida por Publicações Culturais Engrenagem, Lda. - Rua da Emenda, 30, sub. três, 1200 Lisboa, Telefone 371955 • Foi composto & impresso na Cooperativa Operária Gráfica de Antero de Quental durante o mês de Abril/Maio de 1977 • PVP 40€ • Livraria Linha de Sombra • www.linhadesombra.com • Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema ■

“No cinema passava um filme cuja heroína perfeitamente loura - que exercia a profissão de caixeira de uma loja de modas - lacrimejava, chorava e soluçava interminavelmente, sem que o argumento justificasse tal dilúvio de lágrimas. O vendedor de vassouras, que assistia à projecção, não se sentia nada impressionado pela tristeza que emanava do filme. Pelo contrário! aquele desespero injustificado incitava-o a um riso tronitroante que escandalizava a assistência. Perdido de riso, nem reparava que os demais espectadores soluçavam. De repente o filme acabou e, na tela, surgiu uma espécie de Quasimodo bolachudo que devorava penosamente um abutre vivo. Este batia as asas no seu estômago, o que imprimia ao órgão estremeções ridículos. O público indiferente continuava a chorar com mais ardor que nunca. O pranto corria até com tal abundância que em breve a sala ficou inundada e as pessoas patinhavam nas lágrimas. O desespero dos espectadores redobrou e o nível das lágrimas subiu. Os gerentes do cinema começaram a comover-se. Mudaram rapidamente o filme e projectaram um outro intitulado «Mil e uma maneiras de temperar caracóis». Um rumor percorreu a sala e a gerência julgou ter acertado em cheio. Qual quê!”


O Elefante de Rodas, Benjamin Péret

×