PORTES GRATUITOS EM CORREIO REGISTADO PARA PORTUGAL & ILHAS COM ENCOMENDAS SUPERIORES A 50€
  • TEXTOS DE GUERRILHA • I SÉRIE • LUIZ PACHECO

TEXTOS DE GUERRILHA • I SÉRIE • LUIZ PACHECO

24,99 €  
IVA incluído

TEXTOS DE GUERRILHA • I SÉRIE • Luiz Pacheco • 1979 Ler, Editora 128 pgs • Prefácio de José João Louro • Ilustrações de Vasco • Capa de Celeste Dias Santos • PVP 25€ • Linha de Sombra • www.linhadesombra.com • Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema ◼︎

"CHUCHA!...
Apanha-se cada susto, surpresas de engasgar!
Ia eu muito lampreio comprar bilhete para uma sessão da Cinemateca, que é baratinho e na selecção dos filmes farejo o toque lúcido e interventor (sempre!) do Vasco Granja, ou a largueza de espírito do meu velho Amigo, o dr. Félix Ribeiro, o médico que em Portugal mais sabe de Cinema, mas a que recusaria, por medo, diagnóstico sobre espirros impertinentes ou receita para unha encravada...
...quando, num balcão perto, reparo num montículo de brochuras e o título me aviva a curiosidade: Trinta Anos de Novelística Portuguesa. Isto é comigo, penso. Pergunto no melhor dos sorrisos se é para dar ou vender (levava dinheiro à justa), amavelmente me informam que tire à vontade os que quiser. E vou-me dali, no duplo exemplo verificado (cinema e literatura), com esta certeza: como é fácil e nada dispendioso a Cultura em Portugal, pois os cinco paus da senha de entrada é preço simbólico, medida de saneamento que à muito se reclamava para afugentar a importuna clientela que ia para as sessões dormir e ressonar, palrar alto ou namoriscar em termos adiantados, que a sala é aconchegada e os «maples» fofos, a escuridão estimula as ousadias dos namorados, a a deliciosa lassidão dos pançudos.
Já em casa, folheio o livrinho, que tem esmerado aspecto gráfico (palmas). E surge o espantoso susto: sumido ao fundo da página, o nome do autor do texto: ÁLVARO SALEMA.
Não pode ser. Ainda o mesmo?! Que idade terá agora o Salema? Conjecturas mais verosímeis: filho, neto do Salema doutras eras? Mas falta-lhe o J.•...
Insisto na leitura, onde começo a sublinhar bacoradas, e sinto-me empuxado por infernal máquina de viajar n’ó-tempo-volta-para-trás: é o tipo, não há dúvida.”

UM FANTASMA PARA TODO O SERVIÇO, Luiz Pacheco

×